terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Riqueza

 “depreciou toda espécie de moeda, de ouro e de prata, ordenando que se usasse somente moeda de ferro, da qual ainda uma grande pesada massa era de bem pouco preço, de tal maneira que, para se alojar dela o valor de cem escudos, seria preciso impedir todo um grande celeiro...”

Quando se da valor aos homens, estes não precisam ostentar riquezas. Não devemos mostrar status através de objetos ou coisas de valor e sim através da valorização e do reconhecimento das pessoas às coisas que temos em nós mesmo como indivíduos, seres humanos. De nada vale cobrir-se de ouro uma pessoa sem valor, isso não a tornará valorosa, porém um homem de valor, honesto, todos conhecem e respeitam. O quanto de dinheiro ou riquezas que um homem possui não deve servir de parâmetro para avaliar um indivíduo.

De: “A Vida dos Homens Ilustres” – Licurgo – Autor: Plutarco


Nenhum comentário:

Postar um comentário