segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Gay Party Crashing - Falha no Partido Gay

Extrato da parte da obra: ANDROPHILIA - Jack Donovan - http://recrutaespartano.blogspot.com.br/2012/12/sobre-androphilia-jack-donovam.html



Houve uma grande mudança na forma de encarar a homossexualidade desde a decada de 90.
A partir das mudanças ocorridas nas decadas anteriores no esforço de garantir o direito dos homossexuais, a partir da decada de 90 houve uma explosão da liberdade de expressão da homossexualidade e da chamada “cultura gay”.
Debates sobre a homossexualidade tornou-se a ordem do dia de qualquer partido politico e o engajamento da comunidade gay a determinados partidos políticos já constituidos criou uma espécie de “industria politica da defesa dos direitos dos gays”.
O questionamento no entanto é feito em determinar-se o quão realmente valida podemos considerar essa defesa. Será que os assuntos colocados como metas de campanha ou defesa de interesses para os gays abrange realmente os interesses da maior parte da comunidade?

"The Illusion of Oppression and Victimizacion

The gay advocacy industry must maintain the illusion of oppresion and victimizacion so that hundreds of thousands of checkbook revolutionaires can believe that they are fighting for their own freedon.But the truth is that they´re already free to do just about anything. So, like any movement that has achieved mos of its goals but can´t just close up shop. The Gay Advocacy Indsutry looks for new problems, and creates them (or exaggerates their importance) if necessary. The Gay advocacy Industry´s biggest enemy is not the wicked Religious Right it is the possibility that same-sex-oreitented people don´t feel victimized or oppressed, they´ll stop wrighting all those checks."

A Ilusão da Opressão e Vitimização

A indústria de defesa de gays deve manter a ilusão de opressão e vitimização para que centenas de milhares de revolucionários de plantão possam acreditar que eles estão lutando por sua própria liberdade Porem a verdade é que eles já estão livres para fazer qualquer coisa. Assim, como qualquer movimento que tem atingido algumas de suas metas, porém não pode simplesmente fechar as portas. A Industria da  Advocacia Gay procura por novos problemas, e cria-los (ou exagerar a sua importância) se necessário. Maior inimigo da Indústria de defesa de gays não é o garantir o direito dos impios em relação a  “direita religiosa” é a possibilidade de que pessoas com orientação a pessoas do mesmo sexo não se sintam vitimizados ou oprimidos, eles vão parar de registrar todas essas queixas.

Entre os assuntos mais discutidos atualmente à defesa dos gay está o direito ao “casamento gay”. Este assunto, sempre que colocado a palta levanta questões sensíveis que envolvem visões religiosas e questões igualitárias protegidas por lei. A parte disso tudo, aqueles que vivenciam a comunidade  gay podem perceber o quanto é pequeno o interesse que esta questão disperta entre os principais envolvidos.
Conhecemos casais gays que vivem juntos, compartilham bens, constituem patrimonios, vivem e comunidades predominantemente heterossexuais sem enfrentar a magnitude dos problemas declarados “em campanha de defesa dos homossexuais”, estes muitas adptam mecanismos legais para a defesa de seus direitos sem precisar necessáriamente da formalização de união através do casamento. Questões mais relevantes como o bulling contra jovens homossexuais nas escolas são praticamente esquecidas:

“Nevertheless, The Gay Party tells us that we homosssexuals must band together to fight against high-school bullies, and to encourage kids to “come out” and ghttoize themselves into little gay support groups where they can become conversant in Party dogma and avoid ever having to learn to deal effectivelly with their straight peers. The Gay Party tells us our oppression is a lack of acceptnace, which force us into self-destructive patterns of behavior. The Gay Party insists we learn that we are victimis of heterossexual oppression, and imagine that every one is out to get us. Loyal members of the Gay party know that are brave survivors working throught all of the  issues caused by adolescent ostracism and the hateful heterossexual hegemony. Ins´t that what Gay Pride is all about?”

"No entanto, o Partido Gay nos diz que nós homosssexuais têmos de nos unir para lutar contra os valentões da escola, e para incentivar as crianças a" sair "e engajar-se em pequenos grupos de apoio, onde homossexuais podem tornar-se fluentes nos dogmas do partido e evitar sempre a ter que aprender a lidar de forma efetiva com os seus colegas heterossexuais. O Partido Gay nos diz que a nossa opressão é uma falta de aceitação, que nos força a auto-destrutivos padrões de comportamento. O Partido Gay insiste que devemos aprender que somos vítimas de opressão heterossexual, e que imaginemos que todos estão aí para nos prejudicar. Membros leais do partido Gay sabem que são sobreviventes corajosos trabalhando entre todos os problemas causados ​​pelo ostracismo dos adolescentes e da hegemonia heterossexual odiosa. Não é tudo isso que é o orgulho Gay ? "


Existe uma tendencia a criar uma ideia de “etnia gay”, isto é, assim como aos negros e asiáticos, classificar os gays como um grupo “atnicamente” diferente legitimando-o como uma minoria genetica e cultural distintas, cujos direitos de existir devem ser garantidos.

“My critique is not of what the gay community was, but what it has become: a parody of itself

"Minha crítica não é do que a comunidade gay era, mas o que ele se tornou: uma paródia de si mesmo"

A comunidade gay, a despeito de suas conquistas, tende a ser uma comunidade alienada politicamente e manipulada pela politica eleitoreira.

“It´s time we stop forcing them to call themselves gay man and simply allow them to be man

"É tempo de paramos de forçarmos a nos referirmos como homens gays e simplesmente permitirnos sermos homens"



Nenhum comentário:

Postar um comentário